top of page

LIS - As Potencialidades dos Insectos nos ecossistemas

LIS, Artes Visuais e o Clube de Física e Química da ESFF viajam até ao mundo dos insetos nos Laboratórios da Universidade da Madeira.

Primeira Visita à Universidade da Madeira, com a turma de Artes Visuais do 11º12, acompanhada pela Professora Isabel Lucas.

Acolhimento do grupo de visitantes e a organização da sessão Informativa, seguida da sessão prática de trabalho ficou a cargo da equipa de Biólogos Coordenada pelo Biólogo Hugo Silva, sob a Tutela da Professora Doutora Docente Universitária Dora Pombo.

"O Projeto LIS - Laboratório de Investigação Social em parceria com a Professora Isabel Lucas, docente de Desenho A, do Departamento de Artes Visuais da ESFF e o Clube de Física e Química da ESFF, representado pelos Professores Irene Geraldes e Agustin Freitas, estabelecem uma parceria para explorar as potencialidades dos Insetos nos ecossistemas. Esta parceria leva duas turmas das Artes Visuais 11º12 e 11º13 e os alunos do Clube de Física Química, a visitar nos dias 25-11-2022 e 02-12-2022, os Laboratórios Pedagógicos da UMA e a Coleção de Insetos da Universidade da Madeira. Nestas duas ações vão ser dadas a conhecer alguns estudos/Investigações que estão a ser desenvolvidos no âmbito da Biodiversidade da fauna na Ilha da Madeira, em particular sobre a vida animal dos insectos, como polinizadores do Parque Ecológico do Funchal, uma ação fundamental para a "Soberania Alimentar", tema aglutinador da ESFF para o ano letivo de 2022-2023. Na referida explanação, os alunos e professores acompanhantes terão a possibilidade de observar a Coleção de Insetos da Universidade da Madeira, que serve como base de trabalho para a criação das obras de pintura sobre o tema “As Potencialidades dos Insectos nos ecossistemas”. Estas criações artísticas dos alunos das Artes Visuais serão pintadas com um pigmento natural obtido a partir de um inseto que se alimenta de tabaibos, o Dactylopius coccus, conhecido por cochonilha, em que as cores obtidas a partir deste inseto variam do preto ao vermelho. A variação desta cor está relacionada com o modo de preparação do pigmento e com o pH da solução do mesmo, daí o particular interesse de juntar a esta parceria, o Clube de Física e Química, em que estes darão o seu especial contributo na preparação das soluções para obter as diferentes tonalidades de cor, que serão usadas nas criações artísticas dos alunos das Artes Visuais, tornando-se assim um projeto verdadeiramente colaborativo e de elevado interesse."



3 views0 comments

NET

Imagem3.png

Rede Colaborativa para a Avaliação, Conservação e Valorização dos Polinizadores e da Polinização

bottom of page